sábado, 14 de fevereiro de 2015

Casa do Artista, Sesc e São Paulo

2 comentários
Acordei cedíssimo hoje para aproveitar a manhã aqui na cidade. Não era nem 7:30 quando o Sol começou a esquentar aqui. Já saí de camiseta porque sabia que a tarde não seria fácil...

Peguei o metrô até a Estação República e desci ali na praça, que mais parecia um fragmento do Parque Municipal, com aquelas árvores gigantes cheias de cipó pendurado. Tinha uma feirinha amarela sendo montada quando passei por lá. O ambiente ali é meio estranho, é bem Praça Sete, sabe? As ruas bem sujas, pessoal super mal encarado meio que nos cantos dos prédios e muita gente pra todo lado. A diferença é que eu pude ver alguns pares de policiais ao longo do lugar, e foram bastante solícitos quando pedi informação. (Um deles abaixou pra ficar do meu tamanho e me responder sobre as ruas lol)

Bem, de lá eu fui andando até a Casa do Artista. Acabei caindo num lugar bastante bizarro, com muita gente bêbada rindo e gritando e tive a súbita impressão de estar em algum tipo de zona de prostituição. As pessoas que andavam por lá, pelo menos, pareciam muito dessas que ficam nos filmes em bairros de luz vermelha, escoradas na parede e te chamando para um programa. Hahaha Mais tarde uma amiga confirmou que, de fato, lá É uma zona de prostituição. LOL


De todo modo, andando bastante eu acabei encontrando a Casa do Artista. É um edifício bem grande e espaçoso com todo tipo de material de arte que você possa imaginar. Os preços não eram lá convidativos, como eu tinha expectativa de serem, (Guache Talens 27R$ tadebrinks??), mas encontrei muita coisa que não costumo ver por aí.
Desenhei com a caneta que comprei \o\

Falando nisso, daqui uns 4 meses eu faço um post sobre a Nota Fiscal Paulista. Um troço muito interessante que eu nem sabia que existia até chegar aqui e as pessoas pedirem meu CPF pra "Colocar na Nota". Como o suposto crédito cai depois de 4 meses do lançamento da nota, terei de esperar um tantinho mais.

Bem, voltando ao dia, depois da casa eu corri para o Sesc (que não foi dificil de achar) e peguei o ingresso para assistir "O menino do espelho", adaptado do livro de Fernando Sabino! Era de graça! Yay! 8D





O filme é uma gracinha! Farei um post sobre ele depois, mas garanto que valeu a pena atravessar a cidade inteira para poder assistir. Sim, eu estava na sala com apenas outras 4 pessoas (pais com filhos)! Sentei tranquilona na primeira fileira e pude esticar à vontade. Foi uma das melhores sessões que assisti, hahaha xD

A estrutura do prédio também é maravilhosa! Tudo tem aquele ar meio antigo, meio clássico, meio totalmente lindo. Se eu tiver outras manhãs livres, certamente voltarei! <3

Almocei lá do lado mesmo, e bem nessa hora começou uma apresentação de um grupo (na esquerda).


Depois foi outra jornada para conseguir voltar para o metrô. Rodei bastante ali no bairro, passei numa igreja muito bonita (do lado), assisti metade da missa, vi um pessoal andar de skate, parei num prédio todo ilustrado com temática de jogos clássicos (não tirei foto lol), rodei rodei rodei atéee que o prédio da República apareceu bem de longe no meu limitado campo de visão. E sim, finalmente eu estava salva! Hahah. Voltei pra casa num instante (ainda estou chocada como o metrô daqui é super hiper rápido) e aproveitei o resto da tarde vendo filmes e testando o material novo. <3

E é isso! Estava um calor infernal, até que choveu (em questão de segundos) e deu uma melhorada. Espero que o tempo melhore um pouquinho, o calor aqui é tenso Y_Y

2 comentários :

  1. Carnaval na rua? Run to the mountains.

    ResponderExcluir
  2. Sempre quis ir nessa Casa do Artista! Valeu à pena então, se deu pra comprar pelo menos umas canetinhas =)

    ResponderExcluir