quarta-feira, 1 de abril de 2015

Filme: Bol Bachchan - O Musical

Nenhum comentário


Bol Bachchan - O Musical
(Bol Bachchan)

Ano: 2013
Duração: 105 minutos
Gênero: Comédia, Romance, Musical
Pontuação:  ( 5/5 )

"Abbas Ali (Abhishek Bachchan) vive em New Delhi com sua irmã Sania (Asin Thottumkal). Após perderem a propriedade de seus ancestrais, os dois se mudam para a aldeia Ranapkur, onde um amigo da família garante que o homem conseguirá um emprego com o poderoso Prithviraj Raghuvanshi (Ajay Devgn). Lá, Abbas se mete em uma confusão e acaba tendo que criar uma dupla identidade. Agora, ele tem que agir como duas pessoas diferentes, gerando uma série de situações cômicas e musicais para encobrir esta mentira. "

Quem me conhece sabe o quanto eu gosto de musicais. Descobri os filmes indianos só na época do lançamento de "Quem quer ser um milionário?" e claro que, apesar do clima dramático (que eu não costumo gostar), acabei me apaixonando pelas músicas e danças que chegam sem motivo aparente e saem na mesma velocidade. Por conta disso acabei comprando alguns jogos como Bollywood Wannabe (uma espécie de Guitar Hero com músicas indianas) e pacotes de música do mesmo estilo.


Enfim, Bol Bachchan cativou logo na primeira cena e seguiu cativando até o último minuto do filme. As cores são fartas e não cessam de encher os olhos, mas sem cansar pelo excesso. As músicas são ótimas, animadas e acompanhadas de coreografia tipicamente indiana. Os efeitos sonoros aparecem o tempo todo, dando ritmo e acentuando as sensações sugeridas por cada cena. O clima do filme é recheado de uma inocência cativante e as expressões, gestos e movimentos exagerados dos personagens (e dos carros voadores) são tão marcantes que é quase impossível esquecer um filme desses!

A história é simples: Abbas e a irmã, depois de perderem tudo, mudam de cidade e são ajudados por um ricasso de bom coração. Os dois vão se enrolando em mentiras do começo ao fim da trama e quando a coisa parece ter tomado proporções exageradas, eles decidem que é hora de acabar com isso. Claro que não dá certo, mas aí já estamos nos últimos 10 minutos do filme.

A comédia é ótima, daquele tipo de filme que é gostoso de se assistir com a cabeça leve, sem preocupações ou compromissos.Outra coisa que chamou a atenção foi a semelhança dos gestos e escolha do timing das piadas com as produções japonesas (Doramas, de maneira geral, já que filmes eu assisti pouquíssimos :( )

Enfim, recomendo para quem gosta de músicas indianas e histórias assim, água com açúcar, doces e rasas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário